gesta-mp [logotipo]

GESTA-MP

Grupo de Estudos Sociais, Tiflológicos e Associativos

Cadernos GESTA

Ano I Nº 1 Julho 2001

CRONOLOGIA DO ASSOCIATIVISMO DE DEFICIENTES VISUAIS NO MUNDO

por Cláudia Cunha Cardoso

Sumário do artigo: I - Organizações nacionais | II - Organizações do espaço lusófono | III – Organizações internacionais.


Sendo este primeiro número dos "Cadernos GESTA" uma reflexão sobre o associativismo de deficientes visuais, quisemos que este artigo servisse de referência a todos os interessados no historial das organizações ligadas à causa.

Reunimos aqui as principais organizações portuguesas de e para deficientes visuais que defendendo acima de tudo os direitos dos cegos e amblíopes deste país, desempenharam um papel relevante na nossa sociedade. E porque o movimento associativo existe a nível mundial, incluímos as organizações de maior relevo do espaço lusófono e todas as organizações internacionais que têm sido até aqui instâncias a que as organizações portuguesas estão ligadas e que de alguma forma contribuíram para a sua política. Em qualquer dos grupos, deliberadamente, não contemplámos associações de deficientes de âmbito genérico.

Dividimos as organizações em três grupos: as nacionais; as do espaço lusófono; e as internacionais, sendo que, dentro de cada grupo, as organizações aparecem pela ordem cronológica da sua fundação. Logo a seguir à data de fundação, aparece a sua denominação e a respectiva sigla, o nome do 1º Presidente da instituição, e por fim as notas, introduzidas por um asterisco, caso haja informação pertinente a dar. No caso das instituições internacionais, referimos o país e a denominação na língua de origem, aparecendo sempre na nota a sua tradução portuguesa.

I - ORGANIZAÇÕES NACIONAIS

1887
Associação Promotora do Ensino dos Cegos (APEC)
Fernando Pereira Palha Cabral Osório

1927 (25 de Junho)
Associação de Cegos Luís Braille (ACLB)

1936
Liga Portuguesa de Profilaxia da Cegueira (LPPC)
Mário Moutinho

1951 (23 de Julho)
Liga de Cegos João de Deus (LCJD)

1958 (10 de Janeiro)
Associação dos Cegos do Norte de Portugal (ACNP)
José Pecegueiro

1980 (24 de Julho)
Associação Promotora de Emprego para Deficientes Visuais (APEDV)
Assis Milton Ovídio Rodrigues

1984
União dos Cegos Xadrezistas de Lisboa (UCXL)
José Luís de Almeida
* em 8 de Junho de 1991 integrou-se na ACAPO

1989 (20 de Outubro)
Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO)
Francisco Manuel Rodrigues Alves

2000 (Fevereiro)
Associação Beira Aguieira de Apoio ao Deficiente Visual (ABAADV)
João Fonseca
*tem por objectivo primordial a "formação de cães-guia para cegos"

II - ORGANIZAÇÕES DO ESPAÇO LUSÓFONO

1954
Brasil
Conselho Brasileiro para o Bem-Estar dos Cegos (CBEC)
Dorina Gouvêia de Nowill

1968
Brasil
Associação Brasileira de Educadores de Deficientes Visuais (ABEDEV)
Marialva Frazão

1984
Brasil
Federação Brasileira de Entidades de Cegos (FEBEC)
Aldo Linhares Sobrinho

1984
Brasil
Associação Brasileira de Desporto para Cegos (ABDC)
Aldo Nícoli

1988
Brasil
União Brasileira de Cegos (UBC)
Adilson Ventura

1992
Angola
Associação Nacional dos Cegos e Amblíopes de Angola (ANCAA)
Filipe Venceslau Faria

1993 (8 de Abril)
S. Tomé e Príncipe
Associação dos Cegos e Amblíopes de S. Tomé e Príncipe (ACASTEP)
António Costa

1993 (22 de Novembro)
Cabo Verde
Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADVIC)
Manuel Júlio Soares Rosa

1995 (10 de Março)
Moçambique
Associação dos Cegos e Amblíopes de Moçambique (ACAMO)
Esaú Meneses

1996
Guiné Bissau
Associação dos Cegos e Amblíopes da Guiné Bissau (ACAGB)
César Inácio Vieira

III – ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

1929
Associação Internacional da Profilaxia da Cegueira

1951
World Council for the Welfare of the Blinds (WCWB)
Coronel Baker
* Conselho Mundial para a Promoção Social dos Cegos, extinto em 1984 conjuntamente com a IFB para se fundar a UMC

1964
International Federation of Blind (IFB)
Jacobus tenBroek
* Federação Internacional de Cegos (FIC), extinta em 1984 conjuntamente com a WCWB para se fundar a UMC

1981 (Abril)
International Blind Sports Federation (IBSA)
Helmut Pielasch
* Federação Internacional de Desporto para Cegos, e inicialmente International Blind Sports Association

1984 (27 de Agosto)
European Blind Union (EBU)
Roberto Kervin
* União Europeia de Cegos (UEC)

1984 (26 de Outubro)
World Blind Union (WBU)
Abdullah M. Al-Ghanim
* União Mundial de Cegos (UMC)

1985 (Novembro)
União Latino-Americana de Cegos (ULAC)
Enrique Elissalde

1997 (21 de Maio)
Conselho Ibero-Americano do Braille (CIB)
Jonir Bechara Cerqueira

1997 (12 de Dezembro)
Comissão para o Desenvolvimento das Associações de Cegos dos países de língua portuguesa (CDAC)
José Adelino Figueira Guerra

[ir topo]

Última actualização efectuada em 18 Abril 2003
Webmaster: gesta@gesta.org.